Como Imigrar para a Nova Zelândia (2020)

Atualizado: Jul 27


Quando se fala em imigrar para um novo país como Nova Zelândia, Canadá ou Austrália, muitas pessoas olham para o assunto como algo complexo e difícil de atingir, mas acredite, não é assim! O que muitas vezes falta é um suporte profissional para transformar todas as informações do processo, como requisitos, etapas e principalmente as leis, em uma linguagem mais simplificada, e explicar de forma didática o que precisa ser feito para imigrar conseguindo a tal sonhada Residência.


Existem algumas possibilidades para imigrar para a Nova Zelândia. Meu objetivo é tentar explicar tais possibilidades de forma didática e objetiva.


Mas então, o que devo fazer para imigrar para a Nova Zelândia?


A primeira coisa, antes de tudo, é perguntar para você mesmo o quanto você realmente quer imigrar. Mas por que fazer essa pergunta? Porque eu já vi muita gente desistindo no meio do caminho quando estavam próximos de conseguir, depois de já ter percorrido as etapas mais difíceis.


O que costumo dizer é que muitas vezes o que falta às pessoas não é a falta de perfil qualificado, pois isso o Brasileiro em linhas gerais tem, digo isso porque mais de 80% das pessoas que me procuram para imigrar tem bacharel, e muitas vezes pós e mestrado, além de um bom histórico profissional. O que as vezes falta nas pessoas é resiliência para encarar os desafios até o fim, e por isso muitos desistem no meio do caminho. Tive cliente que estava com tudo pronto para aplicar, extremamente qualificado e desistiu no meio do caminho porque não consegui na primeira tentativa obter a nota 6.5 no IELTS, que é um dos requisitos obrigatórios no processo de residência para a Nova Zelândia. É difícil de acreditar, mas aconteceu.

Como Conseguir Resiliência

A segunda coisa, por mais que pareça obvio, é falar inglês. É muito comum eu receber perfis muito qualificados, mas o cliente ter um nível básico de inglês. Então se você pensa em imigrar para a Nova Zelândia, já saiba que vai precisar aprender inglês.


Dito isto, vamos falar da parte que nos interessa!


As duas classes de vistos de residência mais populares são:

  • Skilled Migrant Category;

  • Residence from Work.

Skilled Migrant Category - Imigrantes Qualificados

Essa é a categoria de pontos, onde o candidato precisa atingir pelo menos 160 pontos para se tornar elegível a iniciar o processo de Residência.


Mas como eu consigo esses pontos? Calma que iremos chegar lá.


Essa categoria é utilizada em duas possíveis situações; a primeira é quando sua profissão não está na lista de profissões em alta demanda, conhecida como Long Term Skills Shortage List ou LTSSL. A segunda é quando a profissão está na LTSSL, mas o candidato não atende a todos os requisitos da mesma. Por exemplo, engenharia civil está LTSSL, mas é preciso ter, além do bacharel, 5 anos de experiência comprovada pós-qualificação. Se o candidato tiver o bacharel em engenharia, mas apenas 3 anos de experiência pós-qualificação, ele não atende aos requisitos da LTSSL e com isso deve seguir o processo via Skilled Migrant Category. Se ele atender os requisitos, ele entra na categoria Residence from Work.


Para a maioria das categorias de Residência da Nova Zelândia, se faz necessário ter uma oferta de trabalho, e para a Skilled Migrant Category não é diferente. Isso significa que não é possível iniciar o processo de Residência sem antes ter uma oferta de trabalho qualificado. Se pensarmos em etapas, ter um trabalho qualificado na Nova Zelândia é a etapa anterior ao processo de Residência. Existe apenas uma única categoria de Residência chamada Skilled Migrant Category Job Search Instructions que é possível aplicar para o processo de Residência sem uma oferta de trabalho, antes de iniciar o processo, mas esse tema irei abordar em um outro post.


O trabalho em questão deve estar preferencialmente relacionado à sua área profissional no Brasil. Por exemplo se no Brasil você tem toda sua carreira profissional e formação acadêmica em engenharia civil, ou contabilidade, deve-se seguir nesta mesma área, pois um dos fatores que contabilizam pontos é a experiência profissional do seu país de origem, e por isso ao mudar de área toda essa experiência não poderá ser incluída no processo.


Pode parecer sem sentido falar sobre mudança de área, mas já tive casos como um cliente era advogado, queria mudar de área e resolveu ser chef na Nova Zelândia. Ele começou sua nova carreira do zero, estudando um curso de gastronomia. Essa mudança é possível, mas talvez sejam necessários alguns anos trabalhando na Nova Zelândia como chef para conseguir pontuação mínima, pois os pontos que podem ser obtidos pela experiência profissional são importantes na pontuação total.


Voltando para a oferta de trabalho, ela precisa ser um trabalho qualificado. A imigração da Nova Zelândia define o nível qualificação de uma ocupação pela ANZSCO como níveis 1, 2 ou 3 e salário mínimo de $25.50 por hora. Se o cargo for classificado como níveis 4 ou 5, o salário mínimo deve ser NZD38.25 por hora. Ressaltando que é preciso ter uma carga horária de pelo menos 30 horas semanais.


Bem, agora você tem o nível de inglês (IELTS 6.5 ou equivalente) e o trabalho qualificado. Então é hora de contabilizar os pontos. Abaixo eu apresento a tabela de pontos.

Tabela de Pontos - Skilled Migrant

Vamos considerar apenas os elementos mais básicos da tabela, sem considerar os bônus e demais variáveis. Para criarmos um case, vamos considerar um aplicante com idade entre 20 e 39 anos, com um bacharel, 6 anos de experiência profissional. A pontuação dele ficaria da seguinte forma:

  • 50 pontos – Bacharel = 50 pontos

  • 30 pontos – Idade 20-39

  • 50 pontos – Oferta de trabalho

  • 30 pontos - 4 anos experiência

  • Total: 160 pontos

Como se pode verificar, esse candidato estaria elegível a iniciar o processo de Residência via Skilled Migrant Category.


O processo para esta categoria é constituído basicamente de duas etapas:


1 - O EOI (Expression of Interest)

Ao submeter o EOI a imigração irá fazer a avaliação e em média eles finalizam entre 2 e 4 semanas, se aceito, será enviado uma carta convite para aplicar para a residência. Nesta etapa não é necessário enviar nenhum documento, apenas informações através de um extenso formulário.


2 – Invitation to Apply (ITA)

Eles irão enviar uma lista de documentos necessários para o processo de Residência. A imigração da Nova Zelândia concede 4 meses para conseguir todos os documentos. Depois de enviado todos os documentos, o tempo médio hoje te sido de 17 meses para processar o pedido de Residência, aumentou bastante, pois antes era de 9 meses, mas isso muda constantemente ao longo do ano.


Qual umas das dificuldades que os clientes encontram para chegar no processo de Residência?


A dificuldade mais comum é tentar obter um visto de trabalho diretamente através de um empregador (sponsor), pois, como nesta categoria de Residência o emprego não está na LTSSL ou o aplicante não atende a todos os requisitos da mesma como expliquei acima, é necessário que o empregador anuncie a vaga e comprove através de um relatório que não há residentes ou cidadãos para a vaga. Esse relatório não é complicado, mas muitas vezes o empregador não está disposto a esperar todo o processo como preparação dos documentos, anúncio da vaga, e depois aguardar a imigração processar o visto. E aí nos deparamos com a famosa situação do ovo ou a galinha: para conseguir um trabalho preciso ter um visto de trabalho, mas para ter um visto de trabalho preciso de um trabalho.


E como resolver essa equação?


Um caminho muito utilizado é através do estudo. Por exemplo, estudar um curso de mestrado (18 meses) ou uma pós-graduação (1 ano). Os benefícios desses programas são muito interessantes e para quem for viajar com a família o mestrado oferece uma série de vantagens.


Além disso, na pontuação da tabela acima, o mestrado oferece 80 pontos, considerando o bônus de ter estudado por pelo menos 1 ano na Nova Zelândia.


Residence from Work Category

Duas das principais opções de residência dentro desta categoria são a Long Term Skills Shortage List (LTSSL) e a Accredited Employer. Ambas as opções oferecem um processo direto de imigração através do visto de trabalho para o visto de Residência, mas elas possuem algumas características particulares.


1 - Long Term Skills Shortage List (LTSSL):

Se você obteve um visto de trabalho na categoria LTSSL, você pode solicitar sua Residência na mesma categoria (LTSSL). Para se tornar elegível, você precisa:

  • Ter um visto de trabalho na categoria LTSSL há pelo menos de 24 meses;

  • Estar empregado em período integral (pelo menos 30 hrs semanais) durante o período de 24 meses em uma ocupação da LTSSL;

  • Ter um salário anual de pelo menos NZ$ 45.000;

  • Ter no máximo 55 anos considerando a data de aplicação da Residência;

  • Ter um registro profissional para trabalhar caso sua ocupação exija.

2 - Accredited Employer:

  • Se você recebeu um visto de trabalho para trabalhar com um Accredited Employer (empregador credenciado) na Nova Zelândia, você também pode solicitar a Residência pela mesma categoria. Esses vistos são conhecidos como Talent (Accredited Employer) visas. Para se tornar elegível, você precisa:

  • Ter um visto de trabalho Talent (Accredited Employer) há pelo menos 24 meses;

  • Estar empregado em período integral (pelo menos 30 hrs semanais) por um empregador credenciado e ter um salário anual de pelo menos NZ$ 79.560;

  • Ter no máximo 55 anos considerando a data de aplicação da Residência;

  • Ter um registro profissional para trabalhar caso sua ocupação exija.

Como a MigratuNZ pode ajudá-los?


Segue um vídeo muito legal e explicativo que preparei sobre a Skilled Migrant Category e a Residence from Work.



Aproveite a se inscreva em nossos canais!


YouTube | Instagram | Facebook | Linkedin


Gostou do post? Compartilhe!



1,053 visualizações
Veja outros posts que você pode gostar!
Newsletter
Receba nossas newsletters e fique por dentro do que acontece na Nova Zelândia. 
Spam Free

Política de Serviços

Termos & Condições

Contato

Formulário de Contato

Whatsapp: (19) 991772626

contato@migratunz.com.br

Localização

Vinhedo, SP

Copyright © 2018 MigratuNZ - Especialista em Vistos para a Nova Zelândia - Todos os direitos reservados

  • Logo Linkedin
  • Logo Youtube
  • Logo Facebook Redondo 2
  • Logo Instagram